Páginas

terça-feira, 6 de julho de 2010

multidão, um em um milhão !

São 00h22m e deu-me vontade de escrever, deu-me vontade de fazer o teu coração bater com as minhas filosofias, como tu lhe chamas de cada vez que te falo com o coração... Filosofias, como queiras meu amor, podes chamar assim... Filosofias de uma garota apaixonada é assim que lhes chamo, pois se eu não fosse uma garota apaixonada como sou, certamente não seria tão sentimental quanto sou. Agora vou dizer-te a ti algumas verdade que não são novidade para a tua pessoa e vou dizer algumas verdades que talvez algumas pessoas não conheçam. 
Estás a ver uma multidão, uma rua em hora de ponta, com muita gente apressada, com muitos rostos , com expressões variadas? Deparo-me com esse cenário diariamente, circulo e vejo milhares de rostos por dia, milhares de pessoas desconhecidas e que para mim não têm significado algum, são meras pessoas que passam num simples local , por um simples motivo como eu, não lhes dou a mínima importância… mas eu gosto de ficar parada e observar cada uma delas, tentar adivinhar as suas  histórias… Por vezes sou capaz de ficar tão imóvel que me esqueço de onde estou e porque estou… Gosto especialmente de estar no meio da multidão e olhar por entre a azafama, na esperança de ver o teu rosto , os teus cabelos escuros e os teus olhos carregados de verdade a brilharem e o teu sorriso  a aparecer a cada passo que dás a cada passo que te faz chegar mais perto de mim, e por fim agarras-me com toda a força… É isso que mais imagino e desejo quando me encontro no meio de uma multidão de pessoas estranhas, que tu a pessoa que melhor conheço e a pessoa que melhor me conhece, surja do nada, como um raio de sol , como um sopro do vento que me faz acordar e regressar a realidade. E sim a realidade nem sempre é assim , um mar de rosas… Não vou dizer que seja impossível que essa minha visão se torne real mas é difícil e eu tenho tanta noção disso , não será porque tu ou eu não lutamos, mas sim porque temos milhares de quilómetros de distância entre nós , que apenas nos mantém separados fisicamente, porque o nosso coração, esse está ligado por algo forte , por um amor verdadeiro e diário  e que por muito que passe nunca vai chegar ao fim , aconteça o que acontecer eu sei que serei eternamente a mulher da tua vida , eu confio em ti e no teu sentimento …. Serás também para sempre o homem da minha vida, não é apenas uma promessa é o meu coração que bate com muita calma neste momento que o diz. Porque para mim tu te tornas-te um num milhão, tornaste-te o destino… Tu és o meu destino, não restam duvidas disso, depois de tudo. E esta é a verdade que tu já conheces !

Agora para vocês pessoas, quer me conheçam ou não, sabem de uma coisa?
O amor é difícil, alguma vez vos disseram que não? Enganaram-vos !
Ele pode fazer-vos sofrer demais, desejar a morte … mas ele também vos faz viver de uma forma única. Sabem outra coisa ? A distância nem sempre é um impedimento a felicidade, mas sim uma prova que o amor pode resistir a tudo. Não deixem que o medo leve ainda para mais longe de vocês quem amam, vivam um dia de cada vez , o que tiver de ser será, está tudo escrito e nós não somos ninguém para mudar o que já está escrito desde que respiramos pela primeira vez… Então vivam e façam viver alguém que vos dá sentido a vida, não desistam só porque parece difícil , lutem … Porque a única coisa que na vida é impossível é viver eternamente , esta é uma verdade para vocês e para mim também , sem duvidas!

Por hoje é tudo, está um calor abrasador que me está a queimar os neurónios e mal consigo pensar , FACTO !


Uma ultima e maior verdade :
Filipe meu Filipe Pereira Fernandes , amo-te para toda a vida , seja ela como for !
P.s- Agora são 00m41m .

2 comentários:

Catarina disse...

Que texto lindo minha querida,como tu bem dizes o amor é dificil pois pode-nos fazer muito felizes mas ao mesmo tempo sofrer. Mas quando o amor é mesmo verdadeiro acaba por superar a quase ou a tudo .

Beijinho *

Grafite disse...

lindo!
"O amor é difícil, alguma vez vos disseram que não? Enganaram-vos !"

beiijo,
*.*