Páginas

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

2 anos3meses

E a quanto tempo tudo isto começou? A tanto, que tenho medo que um dia, mais tarde ou mais cedo a minha memoria me falhe e leve todas as boas e más recordações que tenho de ti e de nós . Foi a tanto tempo atrás que parece mentira ou até mesmo um milagre, mas se formos a falar em milagres, acabamos por comprovar que o nosso amor é capaz de fazer tudo até milagres. Foi a tanto mas tanto tempo, que contado em horas deve dar algo realmente assombroso (pausei, e fiz as contas) como 19080 horas, 47700 minutos e 5679072 segundos, e eu neste momento peço desculpa se as contas estiverem mal, mas matemática não é comigo. Só sei que esses milhares de números dão ao todo 2 anos e 3 meses, e assim simplificado também dá para entender que é muito tempo.
Passado tanto tempo eu tenho um grande medo, que o que existe entre nós morra, que o que sinto por ti deixe de arder, e quantas vezes eu acho que isso vai acontecer ou que está a acontecer, não muitas… mas já temi que o nosso amor já não tivesse mais lenha por onde arder e foram dias duros para mim, porque achei que eu não te amava mais, não mais que antes mas sim menos do que sempre amei. Mas nessas ocasiões o meu coração acabou por me mostrar o oposto do que a minha cabeça julgava, pois ele continuava a bater com toda a força a cada palavra tua, ele continuava a suspirar e era ai que eu sabia que não era menos mas sim mais do que antes, que eu amava-te mais que antes.
Eu hoje podia falar de tanta coisa, podia falar de erros, de defeitos… mas para quê?
Ambos erramos, ambos temos defeitos e ambos somos seres humanos!
As vezes eu tenho medo, as vezes eu quase que desisto, as vezes quase que ponho um «fim» a tudo o que construímos, mas eu nunca sou capaz, algo me puxa para perto de ti, algo muito forte e isso eu posso dizer-te, é algo mais forte do que eu. Para falar verdade eu não quero um fim, quero apenas mais um inicio e sobre isso eu não tenho de falar aqui e agora, pois para bom entendedor meia palavra basta, não é?
E eu sei que tu quase sempre entendes o que eu quero dizer e se não entenderes, pergunta … eu sou como um livro e tenho todas as respostas que procuras, basta me abrires, basta procurares a página certa e basta leres-me com muita atenção e dedicação.
Eu gostava muito de te dizer muita coisa, aqui e agora… mas eu não sei bem o que te dizer, não gosto de usar palavras vulgares e não gosto de vulgarizar o meu sentimento por ti, acho que tu sabes isso.
Eu até podia dizer que és o melhor namorado do Mundo, que és lindo, que és perfeito… mas toda a gente diz isso, toda a gente diz o mesmo… Posso dizer-te isso de outra forma? De uma forma mais minha? Sim, eu posso… ou pelo menos vou tentar.
Tu para mim és como as cerca de 100 bilhões de triliões de estrelas, que existem em todo o Universo e de dia para dia, nasce uma nova, faz as contas.
 Tu para mim és tão lindo, como o nascer do Sol que vejo as 6 da manhã na minha varada, aquele  Sol que nasce ali entre as montanhas e é quente.
Tu para mim és perfeito como o Paraíso, sim… eu sei que não conheço o Paraíso, mas foi Deus que os criou a ambos a ele e a ti, por isso tu só podes ser perfeito como o Paraíso.
Achas que me sai bem nas minhas comparações com coisas imensamente importantes para todo o Mundo? Achas? Então já estou um pouco mais feliz.
Comecei o texto a falar em milagres, já passei por números estrondosos e comparações… quero fazer um final que te deixe no mínimo com as lágrimas no canto do olho e com vontade de me abraçares.
E talvez agora use um pouco de cliché , mas por mim… por mim eu atravessada a nado todo o Oceano Atlântico ou se tivesse assas sobrevoava-o até cair em pleno nos teus braços e isto não é nada mais que a verdade, por ti eu arriscaria qualquer coisa, até a vida se soubesse que isso me iria trazer nem que fosse um beijo apaixonado ou um olhar doce, por ti e só por ti.
Sabes o porque disto tudo? Porque eu estou apaixonada por ti, porque fazes o meu coração fazer pum pum pum pum a cada tic tac , é tudo uma questão de tempo até a vitoria ser nossa, como em qualquer competição , como em qualquer luta, como em qualquer objectivo… com calma, dedicação e garra vence-se. Nós temos tudo isso e temos outra realidade que nos ajuda muito, o nosso amor!
 Para finalizar, eu quero dizer-te que quero ficar contigo para sempre e aqui vou oficializar  a minha resposta ao teu pedido que é nada mais nada menos do que um : «sim!» , (a ambos os pedidos), de um deves lembrar-te bem, agora pensa no segundo acho que já vais ter o dia ganho (*-*) . 
Não é o fim, é apenas mais uma página do Diário da Nossa Paixão!

Eu amo-te mais que tudo, meu Filipe Pereira Fernandes!



5 comentários:

Catarina disse...

Belissima historia a vossa minha querida, que amor mais bonito ainda para mais havendo a tal distancia, é tão bom ver uma historia crescer assim .

Beijinho linda *

Alguém... disse...

Tenho saudades tuas, temos que falar brevemente querida*

Cátiia Bandeira disse...

da para seguires em cima querida +.+

Cátiia Bandeira disse...

Aparece uma barra em cima de tudo , onde ate podes ir ao painel, do lado esquerdo tem la um coisinho para seguir :)

Cátiia Bandeira disse...

ainda bem +.+