Páginas

quarta-feira, 2 de março de 2011

amo-te à distância- Parte III


Tudo mudou tanto desde a noite em que partilhei contigo o tal pesadelo que me assustou, não mudou para pior as coisas só ficaram diferentes. Os meus sonhos acalmaram, mas eu andava cansada demais… Estávamos em Junho e eu andava ansiosa , já faltava pouco tempo para a apresentação do meu trabalho de final de curso e o estágio também estava praticamente no fim, mas ainda assim eu estava tão cansada.

Acordei cedo, como do costume o relógio marcava as 7 horas da manhã… ainda com os olhos fechados tentei alcançar-te, mas tu não estavas lá e o teu lado da cama já estava frio. Abri de imediato os olhos, tu nunca te levantavas antes de mim… Saltei da cama, corri até a cozinha… não estavas lá, espreitei na sala e também não estavas. Tentei ligar a primeira vez para o teu telemóvel e não obtive qualquer resposta, deixei mensagem após o sinal:
-Filipe, onde estás? Assim que puderes diz-me algo.
Quando olhei para o relógio reparei que já estava a ficar tarde para mim, corri para o quarto e peguei nas primeiras peças de roupa que me vieram a mão. Desta vez peguei no telemóvel para mandar mensagem a A. Que para além de minha amiga era a minha companheira de estágio.
-Desculpa, estou atrasada. – Recebi passado um minuto a resposta.
-Não faz mal, eu também me atrasei. - Disse a A.
Vesti-me e dei apenas um jeito ao cabelo, peguei numa maçã e saí porta fora. Corri até a paragem enquanto ia a olhar para toda a parte na esperança de te ver. Mas não, não estavas em parte nenhuma. Olhei para o telemóvel e nada teu.
Após 10 minutos de espera chegou o Bus e passado 15 minutos estava eu na estação do Metro, a A. Já lá estava e recebeu-me com o típico sorriso matinal mas entendeu logo que algo em mim estava errado.
-O que se passa ? – Perguntou-me ela.
- A. Ele desapareceu.
A expressão alterou-se, ficou alarmada.
- Como assim desapareceu?
-Quando acordei de manhã ele já não estava a dormir, não estava em casa e não atende as minhas chamadas.
-Têm calma, ele deve estar a preparar alguma surpresa.
-Não sei tenho medo.
-Vá não penses nisso.

E chegou o nosso metro , chegamos ao destino e eu ainda continuava a olhar em redor. Tivemos de fazer aquele caminho a pé de todos os dias, confesso que custou mais. Aliás, este dia custou muito a passar eu estava completamente apagada.
Chegou as 17horas e eu senti um certo alivio.
Ai sim, quase corri para o metro… quase corri para apanhar o bus. Quando estava na Avenida ouvi alguém chamar o meu nome, mas pensei que era de mim porque como sempre levava os fones nos ouvidos. E voltei a ouvir chamar.
- Andreia ! Andreia ! Olhei e voltei a olhar , era a tua voz … Estavas do outro lado da estrada, a olhar para mim de forma estática.
Atravessei a rua a correr, o sinal estava vermelho para mim e quando olhei para ti estavas a levar as mãos a cabeça. E no segundo a seguir estavas a segurar a minha mão e eu encontrava-me estendida no chão o meu olhar estava turvo e senti-me a flutuar, quase a tocar as nuvens mas eu bem vi as tuas lágrimas a escorrerem.
-Desculpa amor, desculpa amor. – Dizias tu super aflito.
Eu não conseguia falar, não conseguia chorar e estava sem forças.
-Por favor, fala comigo. Por favor! E quando consegui falar …
-Porque me fizeste isso ? – E ai sim, consegui desfazer-me em lágrimas.
-Eu só queria pensar, eu não te queria fazer mal… nunca pensei que isso te acontecesse.
-Diz que me amas.
-Eu te amo.
-Hoje tive dúvidas disso, de verdade…

Eu continuava estendida no chão, ao fundo ouvia as sirenes elas estavam cada vez mais próximas. Até que as ouvi a berrar aos meus ouvidos e um paramédico soltou a tua mão da minha. Tu deste um paço para trás, afastaste-te por segundo e quando eu estava na maca voltaste para perto de mim.
-Me desculpe, eu não te quero perder! – Eu nunca te tinha visto assim.
-Será que podemos falar disso em outra altura, por favor? – Eu pedi-te
-Claro, claro que podemos. – Os teus olhos mostravam angústia pelo que estava a acontecer.
Entraste comigo na ambulância e só me deixaste quando eu fui levada para fazer exames, tinha de ficar internada por uns dias. Ainda não tinhas voltado para perto de mim e eu estava tentar organizar as minhas ideias, quando tu entras no quarto.
-Andreia …
-Filipe…
-Como você se sente ?
-Amassada. –
Disse eu com um certo humor
-Você sempre têm de brincar com coisas sérias?
-Já te disse que eu nunca brinco com coisas sérias.
-E agora já podemos falar?
-O que tens para me dizer?
-Para além de querer te pedir desculpa , eu te quero explicar o porquê de hoje eu ter sumido.
-Espero que tenhas uma boa justificação, porque a custa disso olha onde estamos.
-Desculpa…
-Pará de me pedir desculpa e diz-me o porquê …
-Estava com dúvidas…
-Estavas com dúvidas? Sobre o quê?

-Sobre você. – Agarraste a minha mão.
-Sobre mim, porquê?
-Você anda estranha neste últimos dias… parece que já nem me ama. Eu não entendo porque, existe alguém?
-Existe ! Existes tu e monte de trabalho, tu sabes bem que eu tenho andado cansada, tu sabes.
 Eu sinto o mesmo por ti, ainda tens dúvidas? Quase morri a tentar chegar aos teus braços!
-Eu sei amor, compreendo se não me perdoar.
-Eu perdoo-te, mas não quero que nunca mais voltes a repetir a brincadeira.
-Eu te amo, eu te amo mesmo.

-Eu também, apesar de tu as vezes seres o que és.
Os meus pais entraram no quarto e tu mesmo assim não largaste a minha mão, olhaste-me nos olhos e eles falaram por ti. Consegui ler…
-Eu não te vou largar.
E eu respondi-te com um sorriso.
Agora estávamos ali os dois , eu deitada numa cama e tu ao meu lado a dares-me força.
Agora ia ser mais difícil, estes dias eram preciosos não só para nós como para mim. Queria tanto que eles passassem rápido, mas tanto.
 (…)

P.s.- Esta história é fictícia , apenas os personagens e sentimentos são reais.


Amo-te mais que tudo, F. 

52 comentários:

Tânia disse...

bem, que história :o
Mas vá, o importante é o que tu sentes!
Luta por voces querida

Bianca Pessoa disse...

um bocado a favor ahah
sum 41 - with me :)

Vanessa disse...

Que lindoo princesa :D

- Sara'Alexandra disse...

Está fabulosa !
Amei ;)

Raqél Almeida disse...

Amei **

Catarina disse...

Amei completamente, apesar de ser ficticia tem duas coisas bem importantes que são verdadeiras, as personagens que são vocês e os sentimentos que vocês transportam . Está absolutamente linda e emocionante a história que aqui escreveste .

Beijinho grande *

joana disse...

mesmo s:

yasmim disse...

ohm, obrigada *.*
que PERFEIÇÃO querida :o

fátima pereira! disse...

OBRIGADA querida! <3

Raqél Almeida disse...

;) .
Na verdade eu meti conversa com ele á pouco tempo, mas não me pareceu muito empolgado, "amigos"? disse eu, e ele disse "Claro :D" -.- até hoje nada mais !

Isabel disse...

Amei mesmo *.*

fátima pereira! disse...

obrigada a sério!

ANA RITA disse...

é mesmo, super assustador xD

yasmim disse...

que fofinha *.*
mas a sério querida, continua mesmo. escreves lindamente , acredita !
ps: amo a música zx

fátima pereira! disse...

estás a ser mesmo querida! bem, eu vou desligar o computador e tentar não pensar nisto.

Raqél Almeida disse...

Já não tenho mais força para continuar atrás doce!
Apenas vivo com aquilo que sinto no meu coração..até ao dia em que ele decidir deixar o P de parte!

ANA RITA disse...

ah isso não $: acontece-te?
a mim acontece tipo parece que vou a cair, acordo bué assustada e tá tudo na mesa

ANA RITA disse...

* mesma

sofia disse...

obrigada querida :$
a história está linda mesmo , adoro ! :3
também não sei , foi uma amiga que o meteu assim :s

yasmim disse...

aprendi contigo então *.*
pois é, é mesmo linda !

Raqél Almeida disse...

Toda a gente me diz o mesmo!
E por mais que eu tente meter isso na cabeça, não dá, é mais forte do que eu ! :x

Llforever disse...

sim, se puderes arranjar, agradeço (:

filipa margato disse...

a figueira é, sem dúvida (:

' ângelaazevedo disse...

o teu é mesmo perfeitinho :o
vou seguir *-*

' ângelaazevedo disse...

de nada *-*
obrigada :$

filipa margato disse...

isso já não xd

' ângelaazevedo disse...

que querida *-*

Catarina disse...

Acho pois, se dizes que a historia ainda permanece continua a escreve-la e a vive-la. Não desistas porque por mais dificil que seja nota-se que voces se amam .

Beijinho *

Soraia B. disse...

Adorei! :D

filipa margato disse...

é no código querida

Soraia B. disse...

Faz tu a ele. Eu raramente faço porque não tenho ideias :(

Encheu a sala com velas e tivemos a dançar :$:$

Soraia B. disse...

Então diz-lhe para ele te fazer uma surpresa :P

ana. disse...

pois, isso mesmo :/

Soraia B. disse...

Continuares a contar os meses? Na minha opinião é bom.
O vídeo está tão fofinho!! :D
Deve ter dado um trabalhão :D

joana disse...

bora,bora!

Soraia B. disse...

A quanto tempo não estão juntos?
10 horas?! Fogo isso é muita hora :P
Mas valeu a pena porque está FANTÁSTICO! :D

Soraia B. disse...

Como assim querida? Nunca se viram? Nunca foram passear ou outra coisa qualquer?

Soraia B. disse...

AH! Assim tem mais lógica.
Não entendo o porque de julgarem, a vida é vossa.
Deve ser complicado mas sem dúvida que isso é amor :D

joana disse...

que tonta , ahah :D
vamos p a alemanha, ou ny, ou inglaterra, ou paris, ou grecia, ...

joana disse...

eu tbm, mas deve de ser uma cidade cheia de confusao :)

Soraia B. disse...

Ele está onde?

Soraia B. disse...

É um sitio para onde não vou nem que me paguem a viagem xD

filipa margato disse...

e ainda dá (:

fátima pereira! disse...

claro que sim, obrigada.

yasmim disse...

não não, não aprendemos logo tudo quando nascemos -^

Raqél Almeida disse...

A Vida continua :)

Nitinha disse...

DEMAIS!

Soraia B. disse...

Não gosto do Brasil :p

patrícia amado disse...

essa é que é essa! adorei, está lindo :)

' ângelaazevedo disse...

sim sim, e olha que sou uma teimosa (;

ANA RITA disse...

ai que estranho $:
eu mesmo agora assusto-me bué xD

yasmim disse...

óh pronto, tá bem :b