Páginas

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

B.


Blair, estás certa mais uma vez li e reli as tuas palavras porque mais que me tente apagar e afastar-me por completo existe sempre uma parte de mim que te quer por perto e essa parte é mais forte que a outra. Sim é verdade, deixamos que o vento nos levasse como se fossemos duas folhas secas no Outono. E agora estamos assim, caídas em lugares distantes. Eu sei que tu sabes que fui sempre um dos pilares mais fortes na tua vida e mau era se tu não soubesses disso e bem eu também sei que sempre foste um dos pilares da minha.  Sim , eu conheço a tua maneira de ser e embora tu digas que eu mudei (sim , mudei) eu continuo a mesma pessoa , mas para isso tens de me olhar com olhos de ver e não com olhos de quem simplesmente olha. Talvez o que sentiste tenha sido um misto de sentimentos , felicidade e tristeza , principalmente. Porque é normal , eu senti exactamente o mesmo quando li as tuas palavras, deixei cair algumas gotas e resolvi dar-te uma resposta, porque é a única coisa que podemos dar neste momento uma a outra , respostas . Respostas sem rancor , respostas sem remorsos. Eu não sou tão boa com palavras , não ultimamente e não no que diz respeito a ti. E peço desculpa por isso, por ter deixado de ser boa com as palavras. 
Também sinto saudades tuas, mas as saudades como eu costumo dizer são sinal que existe algo. Por isso vou continuar a senti-las, todos os dias.   
Serena.

3 comentários:

Cuqa ' disse...

obrigada :) gostei muito dos teus textos, principalmente do "amo-te à distância". Vais continuar ? *

Cuqa ' disse...

Devias continuar .. Mesmo ! Gostei muito :)

Hayley Nya* disse...

Olá! :) Achei bastante interessante este teu texto e gostei das comparações que utilizaste. Normalmente quando mudamos as pessoas resistem a essa mudança mas com o tempo elas aperceber-se-ão que ainda somos aquilo que éramos, embora seja antitético :) um beijinho! :*