Páginas

sexta-feira, 4 de maio de 2012

4ever.

as lágrimas estão prestes a caírem pelo meu rosto, estou a tentar controlar o bater do meu coração e suster um grito. é hoje , hoje é o dia em que tudo começou à quatro longos anos atrás. minha primavera. sinto tanto a falta de ti, de mim , de nós. eu sem ti não sou tão eu, não sou tão pura. não sou , lamento que assim seja. a melhor parte de mim está em ti, tu nunca a devolves-te e questão é essa mesma ... eu não quero que devolvas, é tua ... fica com ela , cuida bem , guarda bem !
é o meu coração, tu sabes pequeno... é a ti que pertence esse meu órgão vital , não devolvas. passados mais de centenas de dias eu continuo apaixonada como uma criança que tem o primeiro amor. continuo a amar-te com todas as forças que o meu ser conhece , continuo a cuidar-te como sempre cuidei. mesmo que não sejas mais meu , serás sempre de uma forma ou de outra. porque eu , eu serei sempre tua . dê por onde der , venha quem vier e aconteça o que acontecer. meu pequeno , homem da minha vida . um dia vamos pegar em todos as pedras e construiremos um belo castelo , com muralhas tão fortes e altas que serão impossíveis de derrubar.
 a palavra «amar-te» hoje em dia já é pouco para descrever o que sinto por ti.  4ever.

4 comentários:

chamomile disse...

força <3

clair disse...

é tão bom :') é mesmo muito bom termos assim um sentimento

ana disse...

força minha querida, muita!!*

AF disse...

oh minha querida desprende-te do passado. redescobre-te, começa do novo. sê forte, não te martirizes mais. a vida pode fazer-te feliz sem ele, acredita!

um beijinho e um abraço apertado! <3